China Russia Alemanha Espanha Franca Inglaterra Dinamarca Portugal

Município inaugurou memorial de homenagem aos combatentes

Adicionada: 26 de Abril 2017

Mini_0

Pelo oitavo ano consecutivo, o município de Mesão Frio assinalou o dia da revolução dos cravos, com um programa comemorativo que começou na véspera do feriado nacional, na biblioteca municipal. A sessão solene evocativa dos 43 anos do dia 25 de abril ficou marcada pela inauguração de um memorial de homenagem aos combatentes mortos na guerra do Ultramar, numa das principais avenidas de Mesão Frio. No dia 24 de abril, a biblioteca municipal inaugurou a exposição «Imagens e letras de abril», com dezenas de fotografias, poemas, imagens e ilustrações alusivas à época e ao golpe de Estado. A exposição contemplou também, os trabalhos de alguns alunos do Agrupamento de Escolas Prof. António da Natividade que quiseram associar-se a esta iniciativa. Com a sua performance «Censurabril», o ator Rafael Pereira recitou textos representativos do regime político imposto pelo Estado Novo. O «Concerto de abril» pelo Grupo Coral da Santa Casa da Misericórdia de Mesão Frio recordou várias canções revolucionárias, alternando com a visualização de pequenos vídeos alusivos à época. No dia 25 de abril, pelas 10h30, realizou-se uma arruada pelo grupo de bombos da Associação Cultural e Desportiva de Vila Marim, seguindo-se uma missa de homenagem aos combatentes mortos na guerra do Ultramar, celebrada pelo pároco Luís Saavedra, na igreja de Santa Cristina, na presença dos familiares dos militares já falecidos. Participaram também nesta celebração, o Grupo Coral da Santa Casa da Misericórdia de Mesão Frio e os militares do Regimento de Infantaria n.º 13 - Infantaria do Marão. Após a cerimónia, os presentes dirigiram-se à rotunda da avenida nova, agora denominada de avenida dos combatentes, para a inauguração do memorial dedicado aos militares que faleceram na guerra, bem como, aos sobreviventes, pela sua coragem e dedicação, em defesa da pátria. O presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio, Alberto Pereira, procedeu à inauguração do memorial, no qual depositou uma coroa de flores e descerrou a placa onde constam os onze nomes dos militares do concelho de Mesão Frio, que faleceram ao serviço de Portugal, no Ultramar. O pároco Luis Saavedra procedeu à benção do monumento, que simboliza o amor (coração) pela pátria (mapa de Portugal). O Regimento de Infantaria n.º 13 - Infantaria do Marão prestou Guarda de Honra nesta solenidade. Para encerrar as comemorações deste dia histórico, realizou-se um almoço, no pavilhão multiusos municipal, para os familiares dos combatentes já falecidos, para os ex-combatentes e para todos os representantes das entidades convidadas. O edil Alberto Pereira agradeceu a presença de todos os que mais uma vez se associaram às comemorações e referiu que, “o objetivo é continuar a assinalar esta data, honrando a liberdade que foi conquistada pelos nossos soldados, em 1974. Este ano, optamos por fazer as comemorações de uma forma diferente, homenageando os combatentes do nosso concelho”, disse, tecendo palavras de gratidão a todos os que lutaram para que este dia histórico se tornasse realidade.


Imagens associadas:

Mini_1
Mini_2
Mini_3
Mini_4
Mini_5
Mini_6
Mini_7
Mini_8
Mini_9


Newsletter

Fique a par de todas as novidades. Subrescreva a nossa newsletter.